terça-feira, 26 de junho de 2012

Alienada

Não é que não haja coisa mais importante, 
não é que não caiba mais nada na estante,
não é que estar junto não seja o bastante, 
é só que você não me sai da cabeça. 

Tá bom que o Quebec já se revoltou, 
e o aquecimento global estufou, 
e que as feministas precisam de mim, 
mas é que você não me sai da cabeça. 

E toda essa greve, todo esse caos, 
todas as coisas que fala o jornal, 
toda sujeira que é o capital, 
nada disso faz com que eu esqueça...

Daquela rua onde a gente falou, 
na outra vez que comigo dançou, 
ou do sorvete que você pagou. 
tomara que nada disso pereça. 

achei...rs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário