terça-feira, 26 de junho de 2012

Transcedental

Procurando por algo que pudesse explicar

tentando dar sentido ou ilustrar

pra falar-te como  me sinto


De uma maneira diferente,

pode ser incoerente,

sabes tu que eu não minto


achei algo que pudesse

talvez dar luz a uma imagem

algo que mesmo não trazendo a visão,

te levasse para uma viagem.

 

"Plano Etérico:

 é o plano mais elevado na dimensão da matéria; plano mais real e concreto do que o plano físico, mas que é experimentado através dos sentidos da alma em uma dimensão e consciência além da percepção física; deposito dos registros akashicos; mundo dos mestres ascensos e seus retiros; cidades etéricas de luz onde as almas superiores habitam; conhecido como céu; da palavra "éter" que significa hipotético fluido cósmico extremamente sutil que enche os espaços; considerado como agente de transmissão da luz, do calor e da eletricidade; os espaços celestes."

( http://www.sintoniasaintgermain.com.br/dic%20P.htm)

 

Pra mim faz todo o sentido. 


Alienada

Não é que não haja coisa mais importante, 
não é que não caiba mais nada na estante,
não é que estar junto não seja o bastante, 
é só que você não me sai da cabeça. 

Tá bom que o Quebec já se revoltou, 
e o aquecimento global estufou, 
e que as feministas precisam de mim, 
mas é que você não me sai da cabeça. 

E toda essa greve, todo esse caos, 
todas as coisas que fala o jornal, 
toda sujeira que é o capital, 
nada disso faz com que eu esqueça...

Daquela rua onde a gente falou, 
na outra vez que comigo dançou, 
ou do sorvete que você pagou. 
tomara que nada disso pereça. 

achei...rs.

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Fusão

Olhos pequenos que fitam
as pernas que dançam,
que dançam a musica
que o ranger de corpos faz

Pelos arrepiam
do sussurro que a boca
depois da mordida
suave nos trás.

O quebra-cabeça
vai se completando
e chega uma hora
que o tino se perde

 Calor que condensa
desejo que mora
nas mãos e quadris
que a mente excede


O gelo que queima
exausto inda teima
em por na fogueira
os nossos sentidos

Depois da fusão
o hálito doce
nos seios e coxas
encontra abrigo.